sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Histórias de gente que vale.

E no meio de tanta tragédia lá em S. Catarina...

Um senhor de 84 anos, em Blumenau, estava muito angustiado. Procurou os bombeiros e solicitou a possibilidade de retornar a sua casa, pois havia necessidade de um objeto que estava lá. A casa, semi-destruída, ficava em zona de alto risco e os bombeiros negaram o pedido. O senhor ficou desesperado e explicou que precisava pegar um carnet de prestações. Os bombeiros ouviram dele o seguinte: " ...Eu perdi tudo, tudo o que acumulei em minha vida: a casa, membros da família, tudo. NÃO QUERO PERDER MEU NOME."
Os bombeiros decidiram ir buscar o carnet.
E o senhor pagou a parcela de uma moto soterrada.

Uma família recebe uma doação proveniente de outra família endereçada diretamente a ela. Dentro do bolso de um dos casacos encontra uma quantia em dinheiro bastante significativa. Mesmo em uma situação de penúria e imensa necessidade, devolve o dinheiro para a família que havia doado as roupas, pois tendo visto os valores, acreditou ser pouco provável que não fosse um engano.

Para quem pensa que a ética é um luxo, não é não.
As coisas deviam ser assim sempre.

PS: Fran, tá lá seu selo. Obrigada.

2 comentários:

thais disse...

pena que são super minoria, né?
acredito que o pensamento comum seria: já perdi tudo, mesmo. uma coisa a mais, uma a menos.....

beijo

╰☆╮F®ÅNciєℓyღ εїз* disse...

sAN, olha de nada do selo! Vc não imagina a minha cara qndo vi aqui! hehe Faz tempo eu sei!
Ai como eu sou atrasada! hehe
É que hj estou com tempo, catando tudo e copiando pq vou mandar pra mami ler... hehe
bjokas mil