terça-feira, 5 de outubro de 2010

Perguntas que nascem espontâneas

Há alguns meses que não escrevo aqui. Não que não tenham havido coisas relevantes ou fatos que merecessem comentário. Não me senti disposta, simplesmente.
Hoje queria dizer algumas coisas que me pareceram relevantes nos últimos dias.
Em primeiro lugar queria dizer parabéns à candidata do PV à presidência, Hon. Min. Marina Silva. Ela não ganhou todos os votos que teve por conta da ideologia verde, mas por conta da credibilidade que passou como pessoa e pela sua coerência.
Talvez valha a reflexão que vou propor, talvez para alguns faça sentido, talvez para outros, não.
Seu candidato defende suas próprias convicções ou defende as convicções do partido que representa? No caso de conflito entre estes pontos de vista (partido-candidato) qual deve prevalecer, o do sujeito candidato ou o do partido?
Se você fosse o candidato, aceitaria defender um ponto de vista contrário às suas convicções pessoais unicamente para satisfazer o eleitorado que deve votar em você, fingindo uma fé, uma ideologia, que não é de fato sua, mas que garanta o acesso ao poder?
Esta questão tão ambígua, tão de foro íntimo e tão importante deveria fazer parte de nosso questionário. O que é mais importante, a sua verdade ou a verdade de quem eu represento?
Este é o segredo da candidata Marina, ela não corrompeu a própria verdade, um luxo para poucos.

Um comentário:

Letícia disse...

Olá amigos, deixo aqui a minha dica:
A Rede de Popularização da Ciência e da Tecnologia da América Latina e do Caribe (Red-POP) recebe até 15 de novembro, propostas de trabalho para a 12ª Reunião Bienal (http://www.mc.unicamp.br/redpop2011/) que acontece no Brasil, organizada pelo Museu Exploratório de Ciências (MC), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), de 29 de maio a 2 de junho de 2011.
Com o tema “A profissionalização do trabalho de divulgação científica”, o encontro aceitará tanto trabalhos de pesquisa, de caráter acadêmico, quanto de profissionais da área, interessados em relatar suas experiências. Cinco eixos temáticos vão nortear a 12ª Reunião: Educação não-formal em ciências; Jornalismo científico; Programas e materiais para museus de ciências: materiais e práticas concretas; Museografia e museologia científica; Público, impacto e avaliação dos programas.