quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

E o El Dorado é aqui e outras notícias estranhas (mas nem tanto).

Depois de vermos tantas cicatrizes nas montanhas e nas famílias dos esfolados, depois de vermos casas e pessoas submersas, submergindo com elas vidas e História, e aproveitando para lamentar com todos estas perdas e dores, resolvi, para aliviar, trazer a vocês uma notícia no mínimo curiosa.
O famoso e tão procurado El Dorado, cidade mítica pela qual tantos exploradores arriscaram a pele, existe de verdade e está aqui, no Brasil, segundo uma notícia que chega de Londres.
Por conta do desboscamento do Amazonas, próximo da divisa com a Bolívia, identificou-se um sito arqueológico onde aparecem muitas construções pré-colombianas, observadas através de imagens satelitares e fotografias.
O sito possui cerca de 200 estruturas poligonais e circulares, dispostos em uma rede que se extende por cerca 250 quilometros. E parece ser somente uma pequena parte do todo.
Não há dúvida que é um achado bem curioso, mas ao mesmo tempo é um sinal que a floresta está encolhendo a olhos vistos, mesmo que sejam satelitares.


Outras notícias curiosas para o vosso (nosso) deleite foram:

*Sempre na California, a experiência de teletransporte de nanoesferas de silício em um feixe laser, estilo Star Treck (sonho de consumo de toda uma geração que sonhava em dissolver-se e transportar-se instantaneamente para um outro lugar - e que, sendo da tal geração, considero de fato fantástico). Aguardaremos os resultados para ver se funciona.

*Por as crianças para dormir mais cedo evita depressão. Só falta convencer as criaturinhas.

* Web suicide Machine, um dispositivo que permitiria que você cancelasse seus registros em todos os sites de relacionamento. Ao invés de passar horas fazendo isto manualmente, você daria um só click e fim de web2.0. De qualquer forma, uma vez suicidado, você está mortinho para a web ad eternum. Mas após uma avalanche de cancelamentos, o Facebook bloqueou o programa.

*O Sol engoliu um cometa, e este foi o primeiro evento celeste de 2010. (Você sabia? Radio relógio informa)

*Ah, a propósito de relógios, foram descobertos novos milipulsares, uma espécie de viuva negra espacial e também os "relógios" mais precisos do Universo. Herança de Enrico Fermi. À propósito, alguém sabe que fim levou Ettore Majorana? Um mistério ainda sem resposta...(quem não sabe quem foi, vale descobrir)

* O Twitter bloqueia algumas passwords, impedindo seu uso por serem muito banais e fáceis de serem descobertas por pessoas com más intensões, logo esqueça de usar "ferrari", "123456" ou coisa similar e seja, no mínimo, mais criativo.

* A memória permanece ativa (ao menos temporariamente) em proveta e foi descrita na edição on line da revista Nature Neuroscience. O estudo é da Case Western Reserve University de Cleveland (Ohio) e foi conduzido em ratos. (Larimer P, Strowbridge BW. Representing information in cell assemblies: persistent activity mediated by semilunar granule cells.)


*Comeu demais nas festas? Mesmo sentindo-se saciado? Culpa da grelina, um hormônio produzido pelo cérebro. Quer saber mais? Leia a Biological Psychiatry ( Perello M et alli. Ghrelin Increases the Rewarding Value of High-Fat Diet in an Orexin-Dependent Manner. Biol Psychiatry. 2009 Dec 23).

Bem, já tem pão aí para os dentinhos de bastante gente. Como primeira blogada do ano, me resta desejar a todos um bom ano de 2010, apesar das notícias que a gente recebe. Nos resta por um sorriso na cara e nos prepararmos para mais um ano de trabalho.

3 comentários:

Silvia D. Schiros disse...

Sandra, nada a ver com o assunto do post, mas eu tô em busca de um protetor solar sem química-eca, sabe? Só que até hoje só achei no Mercola.com, nada aqui no Brasil. A Millebolleblu também não tem, não é? Você sabe onde encontro?

Feliz 2010 para você!

Sandra Goraieb disse...

Oi, Silvia! Um ótimo 2010 para você também. Bom, você só vai encontrar bloqueador com Óxido de Zinco ou de Titânio. O importante é que não seja nano, mas do tamanho normal da molécula.
Realmente por aqui não tem nada, nem na Mille ainda. Quem sabe a gente faz alguma coisa nesse sentido. Beijos.

Silvia D. Schiros disse...

OK, obrigada!